Refúgio gastronômico na Petrópolis do Cerrado.

Refúgio gastronômico na Petrópolis do Cerrado.

No alto da serra encontra-se um refúgio pacato, em meio a natureza, e com uma visão estratégica da Petrópolis do Distrito Federal. Um local onde existe uma harmonia perfeita entre o urbano e o rural, convidativo aos paladares apreciadores de uma boa comida do interior, com excelência da alta gastronomia. Estamos falando do restaurante Trem da Serra, no qual você encontrará um cardápio, com a assinatura do conceituado chef Paulinho Lima, harmonizado com uma paisagem impecável e atividades desportivas para as crianças.

76796337-31f8-46e0-b10e-34ad60eeaa10
Chef Paulinho Lima comanda a cozinha do Trem da Serra.

O Trem da Serra,  idealizado por José Renato Brandão Bravo e de sua esposa Maria do Carmo Peixoto Bravo, abriu as portas em 1995, e já tem em seu currículo vários prêmios nacionais e internacionais que certificam o bom atendimento, a originalidade e a qualidade de sua cozinha.

Intitulada como a melhor comida mineira do DF, o cardápio vem recheado de quitutes regionais – com jeitinho da vovó -, como a leitoa à pururuca, o frango caipira à Vovó Maria, o pernil assado à Vovó Neném e a costelinha ao Vovô Chico. As porções são bem generosas e tudo é muito delicioso! A convite da gerente, Caroline Dantas, fomos apreciar o local, e em nossa degustação, experimentamos a costelinha e o frango caipira, que acompanhado de suas guarnições, serviram com tranquilidade cinco adultos e três crianças. Para começar os trabalhos apreciamos as cachacinhas gold e prata, produzidas na casa e muito saborosas. Para finalizar, a sobremesa é um item obrigatório! Nossa dica é o Bolo de milho, com calda de doce de leite quente e sorvete de creme… a partir da primeira colherada você verá estrelas!!!

20160131_123535
A simpática Caroline Dantas gerencia este paraíso serrano, sempre sorridente e muito cortes com seus clientes.

20160131_123344
20160131_123452-2
20160131_123640
20160131_124307
20160131_124504
20160131_124639
20160131_130356
20160131_130602
20160131_141312-2
502821

20160131_140439-2

Um dos pontos altos do restaurante, – claro que além da comida -, é a sensação de estar numa pousada no pico da colina. A vista é incrível. Pode se programar para passar o dia inteiro por lá. As crianças agradecem. No local tem uma linda piscina, trilhas ecológicas, animais, parquinho, slackline, mirantes, passeios



. Além dos próprios animais silvestres que chegam bem dos visitantes, e você poderá até alimentá-los com frutas.

Localizado no alto da serra de Sobradinho, o Trem da Serra fica a 30 km da rodoviária do Plano Piloto. O acesso é muito fácil, tanto para os morados de Brasília, como para os turistas que vêm visitar a capital. Clique aqui para visualizar o mapa!

Para desfrutar deste ar da serra, você desembolsará uma média de R$ 50 a R$ 90.

No dia, gravamos alguns snaps (vídeos) no local.  Quem ainda não nos segue anote: snapchat-2
@criscavalli
@revistadeluxo1

Restaurante Trem da Serra

Horário de funcionamento: sexta a domingo e feriados – das 10h às 17h.
Endereço: NC Rural Sobradinho II Ch 46, Sobradinho, Brasília – DF
(61)3387-0304
http://www.tremdaserra.com.br

Presidente da Bulgária festeja Data Nacional do seu país em Brasília

No dia 1/02, o presidente da Bulgária, Rosen Plevneliev, esteve no Brasil em sua primeira visita oficial com a presidente Dilma Rousseff. À noite foi comemorar a data nacional do país ao lado do embaixador da Bulgária, Valeri Ivanov Yotov, em uma bela recepção na embaixada para poucos diplomatas. Em seu discurso, Rosen afirmou que o encontro com a presidente culminou na assinatura do Memorando de Entendimento entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ) e o Ministério da Educação e da Ciência da Bulgária, que prevê a aproximação entre as comunidades científicas dos dois países. “Gosto muito do povo brasieliro, é um país muito rico e pretendo ao longo do meu mandato fortalecer ainda mais esse intercâmbio entre os dois países, afirmou o presidente.

 Embaixador de Angola ao lado do seu consul

Embaixador de Angola,Nelson Manuel Cosme ao lado do seu cônsul

Grupo de embaixatrizes
Grupo de embaixatrizes
Presidente ao lado das embaixatrizes
Presidente ao lado das embaixatrizes
tgyyy
Presidente da Bulgária com Cidália Varela
facce
Convidados

 

Um desfrute árabe

Um desfrute árabe

Quem está em Brasília já conhece, ou ouviu falar, sobre o Empório Árabe. É um dos lugares mais exuberantes do Plano Piloto. A decoração é impecável! E agora, a casa traz novidades.

Com a chegada do ano letivo, a marca passou a ter o menu executivo, na hora do almoço. Além disso, o rodízio de iguarias árabes, que já era tradicional em Águas Claras, às quintas-feiras, está na Asa Sul, às quartas.

Uma entrada, um prato principal e uma sobremesa, a R$ 43,90 por pessoa, o menu executivo é servido de segunda a sexta-feira (exceto feriados), durante o almoço, das 11h às 16h. O cliente pode montar sua própria refeição, escolhendo um preparo para cada etapa entre três variedades de entradas, cinco pratos principais e três sobremesas.

Os pratos variam entre especialidades da cozinha árabe e também clássicos do dia a dia, incluindo uma sugestão para quem não come nada de origem animal.

portal_aqui_tem_emporio_arabe-1140x641

2

3

Sem titulo

As opções da entrada são: tabule (salada de trigo, tomate, salsinha, cebola, limão e azeite); fattoush (salada composta por tomate, cebolinha, cebola, hortelã, pão torrado, zathar, azeite e limão); ou mix de pastas, com duas opções de pastas do dia acompanhadas de pão árabe.

Já os pratos principais, há cinco opções que incluem carnes brancas e vermelhas, além de receita vegana. Na tradicional comida árabe, tem o carneiro marroquino (desfiado e preparado com cebola, cebolinha e nozes, guarnecido de arroz aletria e batatas sautées). Há a opção de picadinho de filé ao molho, servido com arroz branco, farofa de nozes e banana-da-terra. Completam as opções de principais o filé de frango marinado com legumes à primavera; a kafta com tomates braseados, arroz com lentilhas e purê rústico ao alho; e o vegano (arroz com lentilhas, falafel e tabule).

De sobremesa estão o folhado de nozes; o bolinho de chocolate com sorvete de creme; e o abacaxi com canela e raspas de limão siciliano.


Árabe à vontade

Para quem gosta de repetir quantas vezes desejar, uma boa pedida é o Sahtein (que, em árabe, significa “bom apetite”). O tradicional rodízio da marca – oferecido em Águas Claras às quintas-feiras, no jantar – chegou à unidade da Asa Sul e é realizado sempre às quartas-feiras, também no jantar.

Por apenas R$ 49,90 por pessoa, é possível apreciar rodadas de carneiro marroquino desfiado com cebola e cebolinha, arroz com lentilhas, kibes cru e frito, esfihas, tabule (salada de trigo, tomate, salsinha, cebola, limão e azeite), homus (pasta de grão-de-bico), baba ghanouj (pasta de berinjela), coalhada, pãoárabe, charutos de uva e de repolho, abobrinha recheada e kafta, além de uma esfiha doce a escolha do cliente. Tudo desfrutado em um ambiente totalmente característico e aconchegante.

Menu executivo do Empório Árabe
A partir desta segunda-feira (18/1), nas duas unidades, de segunda a sexta-feira (exceto feriados), no almoço, das 11h às 16h.

Sahtein – rodízio do Empório Árabe
Asa Sul: às quartas-feiras, no jantar, a R$ 49,90 por pessoa.
Águas Claras: às quintas-feiras, no jantar, a R$ 49,90 por pessoa.

Empório Árabe

Águas Claras
Avenida Castanheiras, Lote 1060, Loja 24, Ed. Vila Mall, Águas Claras-DF; (61) 3436-0063. Diariamente, das 10h à 0h. Manobrista por conta da casa às quartas e quintas, no jantar, e de sexta a domingo, no almoço e no jantar.

Asa Sul
215 Sul, Bloco A, Loja 3, Brasília-DF ; (61) 3363-3101. Diariamente, das 11h30 à 0h. Manobrista, diariamente, no almoço e no jantar, a R$ 10,00.

fonte: NQ Assessoria
foto: Rafaela Cambuy

Parabéns para Márcia Rollemberg

Parabéns para Márcia Rollemberg

Márica Rollemberg. Foto: Andre Borges/Agência Brasília
Márica Rollemberg. Foto: Andre Borges/Agência Brasília

Um exemplo a ser seguido. Esta é a definição para Márcia Rollemberg, uma das primeiras-damas mais atuantes do Distrito Federal. Atuante nas causas sociais, e mãe zelosa, ela preza ela integridade das pessoas ao seu redor.

É por esse motivo que a Revista de Luxo homenageia hoje, esta mulher nobre, cheia de adjetivos positivos, e que tanto tem a espelhar as mulheres da Capital Federal.

Parabéns, Márcia, que Deus a conceda muita luz, força e garra, para continuar com esta gestão atuante no Governo do Distrito Federal!

palmas-669x272

SINE CERA

SINE CERA

A palavra SINCERIDADE tem uma relação com escultores romanos que esculpiam estátuas de mármore. Quando algumas apresentavam um pequeno defeito como trincas ou uma imperfeição simples da confecção, os desonestos cobriam com uma cera especial com objetivo de ocultar os defeitos de modo que os compradores não percebessem. Com o passar do tempo e a exposição a cera não era capaz de ocultar os defeitos e a fraude era descoberta. Daí os escultores honestos marcavam suas obras com a expressão SINE CERA, ou seja perfeitas, sem defeitos escondidos. Outra versão aponta que artesãos romanos fabricavam vasos de cera. Quando esta era de excelente qualidade, pura, o vaso possuia uma transparência que possibilitava ver o que tinha dentro. Eram muito apreciados e considerados como vasos que pareciam não ter cera, SINE CERA. Independente da versão, todos sabemos o que é SINCERIDADE na prática e também quando somos ou não SINCEROS. O problema é que, frequentemente, somos provocados por diversas circunstâncias a agirmos com uma máscara, sem transparência. Desde as tribunas até as atividades empresariais e nos relacionamentos, a cultura privilegia o engano, a trapaça, a insinceridade. Terminamos por ter pessoas, negócios, empresas e políticos que agem com desonestidade, enganando, fraudando, burlando e até mesmo roubando. No momento em que vemos um país devastado por mentiras, falsidades, desvios milionários de dinheiro de empresas públicas, contratos falsificados, empresários presos e políticos desonestos, precisamos refletir sobre nossa conduta. Um bom padrão a ser adotado é o princípio cristão registrado em Filipenses 2:15: “Para que sejam irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeçam como astros no mundo”.  Todos nós, enquanto pessoas, empresas e principalmente os representantes que elegemos na política, se queremos ter uma vida, um país bem sucedido, próspero e com oportunidades para todos, precisamos ser sinceros, “sine cera”,  em todas as nossas atitudes e relacionamentos.

2016 COM SUCESSO

2016 COM SUCESSO

A virada do ano é uma boa oportunidade para estabelecermos metas e desejos que gostaríamos de alcançar. É fato que a maioria das pessoas se esquece, um mês depois, e tudo volta ao normal. Uma receita para ser bem sucedido em 2016 e para o resto da vida é conquistar a SABEDORIA. Se você quiser ter sucesso precisa começar tendo “sabedoria”. A poetisa Cora Coralina nos dá a dica: “o saber a gente aprende com os mestres e os livros; a sabedoria se aprende com a vida e com os humildes”. É do conhecido filósofo Sócrates a frase “o que sei é que nada sei”. Ele também afirmou que “sábio é aquele que conhece os limites da sua própria ignorância”. Na cultura oriental temos o provérbio “o homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute”. A  questão, então, não é saber o valor da sabedoria mas como alcançá-la. Talvez não tenhamos a receita para isso mas na Bíblia sagrada há o registro de Tiago, em sua carta, no capítulo 1 versos 5-6: “Se alguém de vós necessita de sabedoria peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não lança em rosto; e ser-lhe-á dada. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte”. Você deseja ter um 2016 com sucesso? Comece pela sabedoria! Feliz Ano Novo pra você!!!

Armário em ordem

Consultora em organização Gabriela Brasil dá dicas básicas de como organizar esse cantinho especial

Ter um armário sempre organizado é o sonho da maioria das mulheres, principalmente daquelas que tem muitas peças para guardar. Entre tantos vestidos, calças, casacos, camisas e acessórios, na maioria das vezes, é difícil, ou quase impossível, manter tudo em ordem. A consultora em organização Gabriela Brasil defende que qualidade de vida e organização andam lado a lado e, pensando nesse grupo, ela revela alguns truques para colocar tudo no lugar de maneira simples.

Muita gente não dá importância, mas o cabide é um item fundamental nesse momento. Optar por materiais resistentes e de boa qualidade é imprescindível. “Manter a harmonia visual é o primeiro passo para a organização. Portanto, o ideal é usar cabides do mesmo formato e tamanho. Assim é muito mais fácil enxergar e ter acesso ao que você tem dentro do armário”, afirma a profissional.

clothes-hangers-582212_1920

Outro ponto fundamental é que as roupas precisam estar setorizadas. “Um exemplo para organizar as peças em setores é agrupar por estilos como regatas, camisas, vestidos, jaquetas e assim por diante”, ensina. Outra dica bacana é separar suas roupas por cores, organizando desde as mais escuras até as mais claras.  “Esses métodos são muito simples, mas ajudam muito no dia a dia na hora de encontrar peças com mais facilidade”, completa.

Outra lição para quem busca a organização é desapegar do que não é usado. Essa dica é importante, pois as peças paradas no guarda-roupa impedem que a pessoa tenha uma real visão do que tem e do que de fato utiliza. “Um truque muito legal é o seguinte: quando arrumar seu armário coloque todos os cabides voltados para o mesmo lado. Na medida em que for usando as peças, vire o cabide. Depois de um tempo, analise quais não foram viradas e decida se você realmente precisa daquela roupa ou se ela só está ocupando espaço”, ensina Brasil.

Sobre Gabriela Brasil

Gabriela Brasil é graduada em Cinema e Mídias Digitais pelo Instituto de Ensino Superior de Brasília. Atua na organização de ambientes digitais, além de prestar consultorias e cursos para organização pessoal e empresarial. Especializada em Organização Residencial e Office pela OZ, de São Paulo, ela também é certificada em Administração do Tempo pela FGV, do Rio de Janeiro. Também é parceira da empresa Oz Organize sua Vida, a frente do Curso de Organização Digital para formação de profissionais de organização. Atualmente é profissional membro da NAPO – National Association of Professional Organizers (EUA). Mora em Palo Alto, na Califórnia, de onde atende seus clientes no Brasil via web.

Adeus Boeing 747

Adeus Boeing 747

Na última quinta-feira (14), a Air France deu adeus aos voos com o Boeing 747. A empresa francesa foi uma das primeiras a investir na mega aeronave em 1970. O voo inaugural com esse tipo de avião aconteceu há mais de 45 anos atrás na rota Paris – Nova York.

air-france-boeing-747-428-fsx2

O primeiro avião de dois andares, comportava até 500 pessoas, atendeu a maior parte dos destinos da companhia, Rio de Janeiro, Nova York, Montreal, Ásia, entre outros. Dois voos celebrarão o adeus ao Jumbo, tão logo foi anunciado alcançou lotação. A rota será sobre os pontos turísticos da capital francesa, como o Mont Blanc, o Mont Saint-Michel, as costas do Mediterrâneo e do Atlântico, as cidades de Toulouse e Bordeaux.

Universal Diner oferece pratos exclusivos

As criações levam assinatura do sous-chef Pedro Moreira, vencedor de concurso que elegeu o melhor entre alguns dos principais profissionais da área em Brasília

O Universal Diner (210 Sul) está com novidades no cardápio! Até o fim de janeiro, o restaurante servirá dois pratos assinados por Pedro Moreira, sous-chef da casa e vencedor de concurso que elegeu o melhor entre alguns dos principais profissionais da área em Brasília. Para comemorar, a chef Mara Alcamim presenteará o público com a oportunidade de saborear os preparos que levaram Pedro à conquista.

Servido como entrada especial, o polvo marinado sobre cama de vinagrete de brócolis, acompanhado de espuma de gengibre e couve, sai a R$ 36,00. Já o prato principal é o carré de cordeiro com trilogia de cará (apresentado em musseline, chips e glaceado com mel e vinho Merlot), e custa R$ 110,00. As porções são individuais e ficarão disponíveis até o dia 30 de janeiro, no almoço e no jantar.

mara2
mara3

Quem for ao Universal e pedir uma das sugestões, além do sabor e da qualidade típicos da casa, estará apreciando pratos aprovados pela crítica especializada e pelo público brasiliense. De acordo com as regras da competição, as receitas foram avaliadas por um júri convidado – composto por chefs, nutricionistas e representantes do setor gastronômico – e submetidas à votação na internet.

Os quesitos analisados pelo júri foram técnica, criatividade, apresentação, temperatura e sabor. Na votação pela internet, foram disponibilizados vídeo do preparo, fotos e informações, de forma que o público pudesse avaliar a apresentação e a criatividade.

mara1

Dedicação na cozinha

Braço direito da chef Mara Alcamim, Pedro Moreira está há 10 anos no Universal Diner. Disciplinado e dedicado, o sous-chef (termo em francês que em português significa “subchef” e designa o segundo em comando em uma cozinha) está acostumado a lidar com uma equipe de 18 funcionários, em uma rotina de 14 horas diárias, em média.

Mineiro do município de Minduri, ele cresceu em Itu, no interior de São Paulo, e, aos nove anos, iniciou a trajetória na cozinha, atuando como lavador de pratos em um restaurante. A partir daí, não parou mais. Autodidata, teve o primeiro contato com o fogão aos 14 anos e foi cozinheiro em diversos restaurantes até ser convocado para o serviço militar. Aos 27 anos, Pedro decidiu retomar a carreira no comando das caçarolas e mudou-se para Brasília, onde conheceu a chef Mara Alcamim.

Para ela, a criatividade é um dos maiores diferenciais do sous-chef, fundamental no dia a dia da casa. “O Universal Diner está sempre inovando e o Pedro está conosco há dez anos. Então, ele exercita a criatividade constantemente e não teme trabalhar com ingredientes novos”, destaca a chef, orgulhosa do sous-chef.

“Nenhum chef de cozinha ganha prêmio sozinho, sem uma boa equipe. Se o sous-chef, que é quem está logo abaixo do chef, não é bom, o prato não chegará ao cliente de forma adequada. Estamos muito felizes por essa vitória e, para demonstrar nosso reconhecimento, nada melhor que servir esses pratos no Universal e dar ao nosso público a chance de apreciá-los”, finaliza Mara Alcamim.

 

Universal Diner

210 Sul, Bloco C, Loja 18, Brasília-DF; (61) 3443-2089.

De segunda a sexta-feira, das 12h às 15h e das 19h às 0h. Sábado, das 12h às 16h e das 19h à 1h.

 

 

por Naiobe Quelem

Azul Linhas Aéreas tem novo happy hour

Azul Linhas Aéreas tem novo happy hour

Os passageiros da Azul Linhas Aéreas Brasileiras voltam a contar com um snack exclusivo e gratuito durante o Happy Hour Azul, ação em que a companhia serve cerveja a bordo sem custo adicional. O Salamitos Pocket, da Sadia – primeiro snack de proteína do Brasil produzido com 100% de salame –, está agora entre as opções de lanche em voos de quarta a sexta-feira entre 16h00 e 21h00. A campanha contempla 500 operações em Embraer 190 e 195 que partem de Campinas, Rio de Janeiro (Santos Dumont), São Paulo (Congonhas e Guarulhos) e Curitiba.

Em dezembro, nos dias 16, 17 e 18, Clientes que partiram com a Azul em voos de Congonhas já experimentaram o novo snack. O Salamitos Pocket chegou às gôndolas dos supermercados na segunda quinzena do mês, nas versões pack, com 36g, e “bowl”, com 120g.

Screen-Shot-2015-12-16-at-23.15.17

Happy Hour AzulA ação, lançada em outubro, tem a distribuição gratuita de cerveja Faxe de quarta a sexta-feira entre 16h00 e 21h00, exclusivamente nos jatos Embraer 190 e 195, em parceria com a WBeer.com.br. O Salamitos Pocket é uma das opções que harmoniza com a bebida.

 

Sobre a Azul

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras é a companhia aérea com o maior número de destinos servidos no país. A empresa detém uma frota de 140 aeronaves, mais de 10.000 funcionários, mais de 900 voos diários, aproximadamente 100 destinos servidos e um terço do total de decolagens do país. A qualidade de seus serviços já foi atestada por inúmeros prêmios, nacionais e internacionais. Em 2015 foi eleita pela quinta vez consecutiva pela Skytrax World Airline Awards como “Melhor companhia aérea low-cost da América do Sul”. A Azul também recebeu em 2013 o prêmio de “Companhia Aérea mais Pontual da América do Sul”, concedido pela FlightStats, e foi reconhecida como empresa aérea mais pontual do Brasil em 2014, segundo os critérios da Infraero. Neste mesmo ano, a companhia foi reconhecida como melhor companhia aérea low cost do mundo pela CAPA – Centre for Aviation. Saiba mais em www.voeazul.com.br.

Cru Balcão Criativo lança linha exclusiva de espumantes

Cru Balcão Criativo lança linha exclusiva de espumantes

Cru Balcão Criativo acabou de completar um aninho. Queridinho e referência em comida fresca e saudável, lançou uma linha exclusiva de rótulos de espumantes para comemorar a data.

Cru-Celebration-1024x683

O Cru Celebration é para ser bebido sozinho ou procurando um ‘casamento’. Seu estilo leve e delicado, com 11% de teor alcoólico garante prazer em várias taças sem pedir comida, no entanto harmoniza bem com pratos de peixes e frutos mar. O Cru Celebration é um brut elaborado com uvas Chardonnay 30%, Riesling Itálico 30%, Pinot Noir 20% e Prosecco 20%. A bebida, de coloração amarela palha, translúcido, perlage fino e persistente, traz um aroma elegante com notas de frutas como maçã e pêssego.

blanc-de-blancs-1024x683

Mais gastronômico, ideal para harmonizar, o Blanc de Blancs é um brut sofisticado, elaborado com Chardonnay 100%. Considerada a “rainha das uvas brancas”, é a matéria prima dos grandes e mais caros e disputados vinhos e espumantes brancos do planeta. O destaque fica por conta das notas de abacaxi e frutas tropicais de polpa branca. A coloração cristalina tem reflexos esverdeados e o sabor se apresenta equilibrado e elegante. O teor alcoólico do espumante é de 12%.

Os rótulos comemorativos Cru Celebration e Blanc de Blancs foram produzidos em Garibaldi, no Rio Grande do Sul, pela Domno do Brasil, empresa que pertence ao grupo da Família Valduga, uma dos mais importantes produtores da Serra Gaúcha.

Possibilidade de combinação entre alimentos e bebidas é tão complexa quanto fascinante, e o par-perfeito, no caso Cru Balcão Criativo é um nirvana que se deve sempre buscar.

CRU.OLIVER.04

CRU.OLIVER.03

OLIVER.CRU.05

Dando continuidades as festividades durante o mês de janeiro, o CRU – Balcão Criativo oferece 1 garrafa de cortesia do novo espumante, CRU Celebration, para o casal que reservar o Passeio Criativo, menu de 5 etapas a R$ 139,00 por pessoa, mediante reserva.

Bem como, os clientes poderão adquirir os produtos nos restaurantes Oliver e Cru, onde as bebidas são comercializadas no tamanho 750ml e custam R$ 89 (Cru Celebration) e R$ 139 (Blanc de Blancs).

CRU.OLIVER.01

O chef Lui Veronese está a frente dos prazeres gastronômicos do Cru.
O chef Lui Veronese está a frente dos prazeres gastronômicos do Cru.

Restaurante Cru Balcão Criativo

Onde: Clube de Golfe – SCE/SUL Trecho 02, Conjunto 2, Parte B (dentro do Restaurante Oliver)

Horário de funcionamento: de terça a sábado, das 19h a 0h. Domingo e segunda: fechado

Mais informações e reservas: (61) 3323-5961

Vamos às férias!

Chegou o tão esperado momento das férias de fim de ano. Sabe o que é melhor? Voltaremos cheios de dicas para vocês!

Enquanto exploramos a Europa e em seguida o Havaí, que tal acompanhar tudo em tempo real?

É só seguir nosso instagram (@saboresdeviagem) e nosso snapchat (saboresdeviagem) que vocês conseguem ver todos os detalhes. Estaremos também no snap da Revista de Luxo (@revistadeluxo1).

Quando voltarmos no fim de janeiro, teremos um super especial para vocês!

Quem tiver dicas de Barcelona, Porto, Lisboa, Santiago de Compostela, Berlim e da ilha de Oahu no Havaí e quiser enviar para a gente conferir é só mandar um e-mail para saboresdeviagempelomundo@gmail.com. Quem sabe suas dicas não vem parar aqui na Coluna.

Até breve, pessoal!

Preservando as origens portuguesas.

Quem conhece Brasília sabe que nos últimos tempos ficamos carentes de um restaurante tipicamente português. Contudo, graças ao casal Manuel e Natividade Pires, não precisaremos mais voar até à terra de Camões para comer um cardápio tipicamente português. No último dia 24, eles inauguraram o restaurante Tejo na comercial da quadra 404 Sul com um cardápio que faz qualquer um despertar suas lembranças mais queridas de Portugal.

Detalhes do Cardápio Foto: Acervo Pessoal
Detalhes do Cardápio
Foto: Acervo Pessoal
Bar Foto: Acervo Pessoal
Bar
Foto: Acervo Pessoal
Detalhes do Bar Foto: Acervo Pessoal
Detalhes do Bar
Foto: Acervo Pessoal

O espaço, obra da arquiteta Priscila Machado, foi todo decorado para remeter as origens portuguesas, contendo detalhes em cortiças, lustres coloniais e quadros com imagens de Lisboa e outras regiões de Portugal, tudo para homenagear o país natal de Manuel. O próprio nome do restaurante, Tejo, é uma homenagem ao rio que banha a cidade de Lisboa.

Um dos salões de jantar Foto: Acervo Pessoal
Um dos salões de jantar
Foto: Acervo Pessoal
Detalhes do Lustre Foto: Acervo Pessoal
Detalhes do Lustre
Foto: Acervo Pessoal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Dentre as especialidades da Casa, estão o bacalhau dourado, que vem desfiado com batata palha e ovos batidos temperados; o filé à Tejo que vem fatiado, ao molho de mostarda, creme de leite, ervas secas, mostarda e batata palito; o camarão à Tejo flambado no conhaque com molho rosado, curry, orégano, coentros e arroz de amêndoa e a paleta de cordeiro assada no forno à moda caseira e servida com feijão branco guisado com ervas e arroz ao molho da assadeira. No quesito sobremesa, destaque para os doces conventuais como a barriga de freira, toucinho do céu, pastel de Belém, e encharcada de ovos.”

Nós conferimos e aprovamos cada detalhe! Sabe do que mais gostamos? Do Arroz de Pato e do Bolinho de Bacalhau. Ficou o gostinho de quero mais de tão bom!

Arroz de Pato Foto: Thomas BF
Arroz de Pato
Foto: Thomas BF
Salgadinhos tradicionais Foto: Acervo Pessoal
Salgadinhos tradicionais
Foto: Acervo Pessoal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vai dizer que não deu vontade de conferir…

 

O segredo de boas memórias de viagem: a fotografia

O que seria das viagens sem as fotos não é mesmo? Afinal, são elas que nos permitem voltar aonde estivemos ou viajar para aonde ainda não fomos.

Quantas vezes nos pegamos olhando aquela foto que tiramos há dois anos atrás em nossa viagem para algum lugar especial? Quantas outras vezes não reclamamos de alguma foto que tiramos e pensamos “deveria ter pegado outro ângulo”? Ou quantas vezes mais nós olhamos uma foto muito bem tirada por um amigo e pensamos “Uau! Que lugar lindo! Quero conhecê-lo!”.

Pois é, registrar momentos de viagem ou da vida tem o poder de despertar sentimentos únicos na gente. Podemos dizer que é uma verdadeira arte. Alguns a dominam de forma intuitiva, outros estudam para dominá-la.

Foi pensando nisso e nas férias fim de ano que estão batendo à nossa porta que preparamos um especial sobre fotografia para vocês!

Conversamos com o fotógrafo brasiliense Flávio Soares para conhecer um pouco mais dele e de seu trabalho e, claro, também para pegar algumas dicas exclusivas para vocês de como capturar aqueles momentos inesquecíveis.

Casal e a Catedral de Brasília Foto: Flávio Soares
Casal e a Catedral de Brasília
Foto: Flávio Soares

Como em muitos de nós, o interesse de Flávio pela fotografia veio de “alguns ‘estalos’ ao longo da vida”, como ele mesmo disse. Em suas primeiras viagens em família, adorava fotografar paisagens, o que deixar seu pai super irado, apelidando suas fotos de “cartão postal”. Se desde pequeno, ele já tinha esse dom, imagine hoje!

O gosto por fotografar paisagens e lugares era tamanho que o fotógrafo foi em uma viagem para o Rio de Janeiro na época das câmeras de filme e de uma bobina de 36 poses, voltou com apenas uma foto em que aparecia. As demais vocês imaginam do que eram, não é? Pois o que não falta no Rio são lugares maravilhosos para serem fotografados.

Colônia do Sacramento - Uruguai Foto: Flávio Soares
Colônia do Sacramento – Uruguai
Foto: Flávio Soares

 

Vista de Nova York Foto: Flávio Soares
Vista de Nova York
Foto: Flávio Soares

Quando o quesito é inspiração, nosso convidado busca algo mais racional, como linhas retas, ângulos e simetria. Ele também destaca que gosta de observar outros fotógrafos para se inspirar. Afinal, aprendemos muito com as experiências alheias.

E os filtros? Como se destacar em uma era que alguns cliques deixam a foto como se fosse tirada profissionalmente? Flávio afirma que a resposta está na técnica. “[É importante] saber o que está fazendo. Fugir um pouco do senso comum. 95% das fotos tiradas são muito parecidas, se não iguais. Não que seja errado tirar as mesmas fotos que ‘todo mundo’ já tirou, mas é importante saber por que você está tirando aquela foto. Se é aquilo que você quer, faça, mas faça bem feito. Mesmo as fotos mais clichês, quando bem executadas, são um diferencial. A maioria das pessoas só aperta um botão, poucos realmente fotografam.”

Igreja de Santo Inácio de Loyola - Nova York Foto: Flávio Soares
Igreja de Santo Inácio de Loyola – Nova York
Foto: Flávio Soares
Rodoviária do Plano Piloto Foto: Flávio Soares
Rodoviária do Plano Piloto
Foto: Flávio Soares

Ele complementa que: “É vital saber usar o equipamento que você possui, seus pontos fracos e seus limites; saber como compor, como enquadrar, saber o que é profundidade de campo, exposição; saber o que você pretende fotografar; o que você quer transmitir com sua foto, alegria? Tristeza?”.

Afinal, isso te fará alcançar um resultado esperado independente do equipamento de que você dispõe. Claro, tendo sempre em mente que é preciso conhecer e saber quais são as limitações do aparelho que você está utilizando, segundo recomenda o fotógrafo.

 

As 5 dicas exclusiva que ele passou para nos ajudar a capturar e tornar os momentos ainda mais inesquecíveis são as seguintes:

01. Conheçam seu equipamento.
Seja o celular ou uma câmera profissional. Você precisa saber do que ele é capaz, só assim você vai saber se aquela foto que você tem em mente é possível ou não.

02. Saiba usar, ao menos, a regra dos terços.
Não é uma regra difícil, muitas câmeras até já traçam as linhas pra você no visor. Caso não seja o seu caso, basta dividir o quadro da foto com duas linhas horizontais e duas verticais, sempre na mesma proporção. O ponto de encontro dessas linhas são os pontos de ouro. Enquadrar o objeto principal da sua fotografia nesses pontos garante maior fluidez para a fotografia.

03. Não fotografe o que não merece ser lembrado.
A tentação de fotografar tudo que você vê pela frente é grande, mas de que adianta ter duas mil fotos daquela viagem de cinco dias se depois você nunca mais terá tempo de rever o que fotografou. Pare um pouco, pense. Vale a pena? Uma fotografia que traz junto uma lembrança vale muito mais do que 200 sem o menor sentido.

04. Evite exagerar nos filtros, ou na edição.
Editar uma imagem é, também, uma arte. Então tenha cuidado pra não exagerar no contraste, na saturação, na nitidez, tudo em excesso prejudica o resultado final.

05. Não tenha medo de tentar ângulos diferentes!
Suba num banco, deite no chão, olhe atrás de uma árvore. Às vezes, um simples passo pra algum lado muda totalmente uma fotografia.

 

E aí, pessoal? Depois dessa entrevista super legal, estão todos empolgados para saírem mostrando o que aprenderam aqui?

O instagram que se prepare para receber só fotos matadoras de nossos leitores depois dessa matéria!

Dica de viagem: conheça uma cultura pela boca

Conhecer mais a fundo uma cultura pode começar por uma das partes mais divertidas: comer e observar. Isto é, entender os hábitos alimentares de um local significa muito mais do que apenas saber o que é gostoso ou não para se comer.

Prato Executivo Tradicional em Colônia do Sacramento/Uruguai Foto: Acervo Pessoal
Prato Tradicional em Colônia do Sacramento/Uruguai
Foto: Acervo Pessoal
Buffet de Almoço no Ráscal em SP Foto: Acervo Pessoal
Buffet de Almoço no Ráscal em SP
Foto: Acervo Pessoal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Além de uma questão de sobrevivência, a alimentação foi e é um fator de socialização muito forte, servindo como momento de integração e de tradução de hábitos e costumes. Por isso mesmo, conhecer supermercados e feiras locais ajuda bastante a entender a dinâmica social de uma certa cultura.

Particularmente, adoro ir aos supermercados dos lugares que estou visitando. Ali consigo enxergar quais são as preferências locais (afinal, nas prateleiras mais evidentes ficam os mais produtos procurados) e como se estrutura a alimentação naquele lugar. Pode parecer bobagem, mas desse modo, indo às feiras e aos supermercados, é possível identificar fatores mais marcantes numa cultura, como ele o clima, a duração das estações, a pré-disposição do solo e até mesmo a rotina local (mais agitada ou mais calma).

Uma preferência por industrializados, por exemplo, indica uma dinâmica mais intensa e com pouca disponibilidade de tempo. Já uma preferência por alimentos mais orgânicos e menos processados, demonstra uma atenção maior para a alimentação e consequentemente uma disponibilidade de tempo maior também.

Exposição de Laticínios da Rede Horti Mais Foto: Acervo Pessoal
Exposição de Laticínios da Rede Horti Mais
Foto: Acervo Pessoal

Para quem vem visitar Brasília, uma dica é visitar a loja da Rede Horti Mais. Eles acabaram de inaugurar na 203 sul um espaço totalmente acessível e sustentável, demonstrando a preocupação com a população local que tem envelhecido e se preocupado cada vez mais com a saúde de nosso planeta. Produtos de qualidade elevada e uma atenção especial ao cliente são encontradas ali. Com etiquetas eletrônicas que são atualizadas sem gastar papel e uma esteira rolante para acesso ao piso superior, essa loja tem tudo para ser referência na Capital Federal.

Esteira Rolante da Loja na 203 Sul Foto: Cris Cavalli
Esteira Rolante da Loja na 203 Sul
Foto: Cris Cavalli

Sabe o que é mais legal? Enquanto se observa o movimento, é possível tomar um café da manhã maravilhoso no buffet de café colonial que custa apenas R$29,90. Ah, sem esquecermos que em época de Natal eles estão preparando cestas lindas. Portanto, se quiserem embarcar nesses passeios mais alternativos durante sua viagem à Brasília, já sabe onde pode visitar, não é?

Tapioca feita na hora, mostra a influência nordestina em Brasília Foto: Acervo Pessoal
Tapioca feita na hora, toque da cultura nordestina
Foto: Acervo Pessoal
Parte das Frutas, Sucos, Doces do Café Colonial Horti Mais Foto: Acervo Pessoal
Parte das frutas, sucos e doces do Café Colonial
Foto: Acervo Pessoal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas, e aí? O que acham desses passeios um pouco fora da rota turística? Aprovam ou não? Contem pra gente!

Só pelo bom gosto, já nos sentimos em casa.

Que tal a experiência de comer sobre verdadeiras obras de arte? O @bistroemcasabsb, localizado na 213 sul em Brasília, serve seus pratos saborosíssimos em louças pintadas à mão pela artista plástica Cris Conde (@cris_conde).

Fachada Foto: Cris Cavalli
Fachada
Foto: Cris Cavalli
Prato da Artista Cris Conde Foto: Acervo Pessoal
Prato da Artista Cris Conde
Foto: Acervo Pessoal

 

A decoração do espaço, a logo e os quadros que decoram o restaurante e o deixam com um ambiente bastante intimista também foram resultado de um trabalho criativo da artista. O bom gosto é tanto e o ambiente é tão bem harmonizado que a sensação de estar na sala de jantar de um amigo ou de sua própria casa é inevitável.

Bistro em Casa (Salão Principal) Foto: Cris Cavalli
Bistrô em Casa (Salão Principal)
Foto: Cris Cavalli
Detalhes Foto: Cris Cavalli
Detalhes do Restaurante
Foto: Cris Cavalli

Pra quem gosta de culinária refinada, com temperos muito bem utilizados e uma boa carta de vinhos à disposição, esse bistrô, comandado pela Chef Jane Mota, deve integrar a lista de lugares a serem visitados na Capital Federal.

Nossa dica aos viajantes: não deixem de pedir o Spaghetti Thay! Apesar de levar curry, um tempero que não agrada a todos, ele está tão bem utilizado no prato que até quem não gosta desta especiaria aprovou!

Macarrão Thay Foto: Acervo Pessoal
Macarrão Thay
Foto: Acervo Pessoal

E ai, curtiram? Não deixem de enviar sugestões e comentários para saboresdeviagempelomundo@gmail.com

Ah, sigam-nos no instagram e no snapchat: saboresdeviagem

Buenos Aires: uma cidade para ser (re)descoberta.

Como dissemos no post anterior, nossa aposta sobre os países em alta no ano de 2016 vai para aqueles localizados da América do Sul. Por sua localização geográfica, sua proximidade linguística e moeda relativamente desvalorizada frente ao Real, os nossos vizinhos são sempre uma ótima opção para quem quer provar da boa gastronomia, explorar sítios históricos e conhecer mais sobre a influência ibero-europeia na região.

Separamos para hoje um especial sobre a capital da Argentina, Buenos Aires. Fundada em meados do século XVI, a cidade começou a ter um desenvolvimento mais intenso a partir de sua conversão em capital do Vice-Reino do Rio da Prata. Com arquitetura de estilo europeu que impressiona a todos e uma dinâmica cultural imensa, Buenos Aires é hoje uma das 20 maiores cidades do mundo.

Para quem visita a cidade, a programação cultural é extensa e as opções de passeios, sejam eles gastronômicos ou sejam eles culturais, é super variada. Por isso, preparamos uma lista com dicas exclusivas para que pretende visitar a Capital em suas próximas férias.

1. Espetáculo “Fuerza Bruta”

Mais do que um simples show, o espetáculo portenho Fuerza Bruta é uma vivência. Totalmente sensorial, surpreende a todos que lhe assistem. Durante aproximadamente 80 minutos, dentro de um galpão e em pé, os espectadores são surpreendidos com movimentos e elementos que aguçam todos os sentidos do corpo humano. Viajando pela imaginação, tudo é possível no Fuerza Bruta, até mesmo voar. Tudo é tão impressionante, que o espetáculo já rodou o mundo e conquistou um lugar também na Off-Broadway em NYC.

Mais informações: fuerzabruta.com.ar

Ingressos: a partir de AR$220,00

Local: Centro Cultural Recoleta

Cenas do Espetáculo - Wayra/Fuerza Bruta Foto: NY Times
Cenas do Espetáculo – Wayra/Fuerza Bruta
Foto: NY Times

 

2.  Chá da Tarde no L’Orangerie do Alvear Palace Hotel

Quem não gosta de tomar seu chá ou café da tarde em um lugar agradável, bem decorado e com um piano conduzido magistralmente ao fundo?
O Alvear Palace Hotel com seu estilo pomposo e detalhes de realeza oferece tudo isso e um pouco mais na capital Argentina, Buenos Aires.
O tradicional chá da tarde deste Hotel portenho é servido no L’Orangerie, espécie de resto-bar que fica em um de seus imperiosos salões de espelhos. O serviço associa prataria personalizada com sabores e requinte que marcam a todos que vivenciam esse momento.
Composta de mini sanduíches, geleias, manteiga, pães artesanais e pâtisserie acompanhados por um chocolate quente, chá ou café, a refeição é acompanhada de um piano tocando desde música clássica a clássicos da MPB.
Para deixar a experiência ainda mais empolgante, é possível escolher a opção do menu com uma taça de espumante rosé, como fizemos e registramos na foto.

Essa é uma de nossas dicas para quem deseja explorar um pouco do requinte da cidade.
Valor: Dependendo da opção de menu fixo escolhida fica entre AR$300 e AR$400 (vale cada centavo pago).

Mais informações em: http://www.alvearpalace.com/m/orangerie.php

Detalhes dos talheres e pratos personalizados Foto: Acervo Pessoal
Detalhes dos talheres e dos pratos personalizados
Foto: Acervo Pessoal
Cheesecake de Morango Foto: Acervo Pessoal
Cheesecake de Morango
Foto: Acervo Pessoal
Visão do Salão de Chá Foto: Acervo Pessoal
Vista do Salão de Chá
Foto: Acervo Pessoal

 

3. Jantares em restaurantes “Puertas Cerradas”

Os “Puertas Cerradas” são jantares super tradicionais em Buenos Aires que acontecem na casa dos próprios chefs. Paga-se um preço fixo por um menu degustação harmonizado com vinhos. O mais interessante dessa experiência é que ele é super exclusivo, normalmente com um máximo de 10 convidados por noite, e todos se sentam juntos em uma grande mesa na sala de jantar do chef.

O estilo pode ter algumas variações, mas o espírito é o mesmo: um jantar intimista, extremamente bem preparado e que proporciona interação e descontração entre os convidados, que muitas vezes não se conhecem.
Em nossa última experiência em Buenos Aires, fomos no Casa Saltshaker, um famoso puertas cerradas da cidade comandado pelo chef Dan em sua própria residência no bairro da Recoleta.

Foi sem dúvida uma experiência gastronômica e social incrível. Comemos desde purê de alcachofra à Tarte Tartin de Berinjela. Tudo estava muito bem preparado. Sentaram conosco na mesa um casal de americanos que comemoravam sua lua de mel e uma outra americana que estava de passagem pela cidade.

Mais informações -> http://www.casasaltshaker.com/

Menu Degustação: composto por 5 pratos, variados entre entradas, pratos principais e sobremesas.

Preço: US$70

Antonio Carvalho ao lado do chef Dan com os demais convidados da noite. Foto: Acervo Pessoal
Antonio Carvalho ao lado do chef Dan com os demais convidados da noite.
Foto: Acervo Pessoal
Menu Degustação da Noite Foto: Acervo Pessoal
Menu Degustação da Noite
Foto: Acervo Pessoal

 

4. Jardín Japonés

Com um paisagismo incrível, o Jardín Japonés é ideal para quem quer andar, relaxar e apreciar um bela paisagem.
O salão de chá do local relembra a todos desta tradição oriental que é preservada até os dias de hoje na Terra do Sol Nascente.

uem for, não deixe de comprar um pequeno origami ou fitilho para marcar seu nome em um dos murais da sorte espalhados pelo Jardim.

As paisagens são surpreendentes e o ambiente de paz não poderia ser maior em meio a um verdadeiro jardim oriental que preserva nos mínimos detalhes a sua origem.

Mais informações -> http://www.jardinjapones.org.ar/

Ingresso: AR$50 (menores de 12 anos não pagam)

 

5. Museu del Bicentenário

Para os amantes da política e da história, assim como eu, esse Museu, inaugurado em comemoração ao bicentenário argentino, traz em suas paredes e exposições a história política do país desde os primórdios. A mistura da arquitetura moderna com a antiguidade dos objetos conta uma história fascinante para todos aqueles que o visitam.

Mais informações -> http://www.museobicentenario.gob.ar/

Valor: contribuição voluntária.

Vista do Saguão do Museu Foto: Acervo Pessoal
Vista do Saguão do Museu
Foto: Acervo Pessoal
Bastão e Faixas Presidenciais Foto: Acervo Pessoal
Bastão e Faixas Presidenciais
Foto: Acervo Pessoal

 

6. La Cabrera

Claro que não poderia faltar a recomendação de um local para comer uma boa parrillada.

O La Cabrera é um tradicional restaurante porteño e está sempre lotado. A lista de espera não demora muito e o momento aguardando por um lugar acaba sendo agradável já que o restaurante oferece uma taça de aperol ou outra bebida similiar para quem está do lado de fora. Um queijinho cortado também está disponível para aqueles que esperam ansiosamente para comer sua parrilla.

O ponto da carne e o preparo são impecáveis. Muito bem servidos, os pratos são maravilhosos!

Fomos no tradicional e não erramos: Bife de Chorizo. Para acompanhamento, nossa recomendação é sem dúvida os huevos revueltos e as papas criollas.

Mais informações -> http://lacabrera.com.br

Preço: aproximadamente AR$800 para duas pessoas (já incluído o vinho e serviço)

Bife de Chorizo no La Cabrera Foto: Acervo Pessoal
Bife de Chorizo no La Cabrera
Foto: Acervo Pessoal

Para encerrar, preciso confessar uma coisa: escrever esse post me deixou morrendo de vontade de viajar de novo. E vocês? O que acharam? Tem alguma dica legal de Buenos Aires ou de outro lugar pelo mundo? Contem para a gente! É só mandar um e-mail para saboresdeviagempelomundo@gmail.com

Ah, não deixem de nos seguir no instagram (@saboresdeviagem) e no snapchat (saboresdeviagem).

 

Voca People aterrizam em Brasília

Nave espacial aterrissará dia 17 de dezembro em Brasília

Oito aliens do Planeta Voca confirmaram aterrissagem dia 17 de dezembro em Brasília.

O espetáculo musical internacional do Voca People está de volta ao Brasil para uma longa turnê.

A estreia foi no dia 5 de dezembro em Curitiba em espetáculo que fez a plateia levantar e ovacionar várias vezes ao longo do show, simplesmente sensacional.

O show em Brasília será no dia 17 às 21hs no Centro de Convenções de Brasília.

O grupo acapella do Planeta Voca esteve no Brasil em 2009 e 2010, de lá pra cá, já foram 2.800 apresentações em 35 países.

O espetáculo musical internacional também já realizou 500 shows em Nova Iorque na Broadway e 500 shows em Paris.

A estória do show conta que o Voca People são 8 amigos extraterrestres do Planeta “VOCA” onde toda a comunicação

é feita através da música e expressão vocais. Eles acreditam que, vida é música, e música é vida.

Eles não usam nenhum instrumento musical e produzem todos os sons ao vivo, combinando acapella e técnicas modernas de beat-box.

O show inclui 80 hits famosos de todos os tempos, do clássico ao rock e hip hop.

A performance, além de musical é cômica e teatral, absolutamente inusitada e inovadora. Tudo com muito humor e interação com a plateia.

maxresdefault

 

Turnê Brasil 2015

A turnê nacional Curitiba (dia 05/01) e segue para Aracaju (dia 9/12), Natal (dias 12 e 13/12), Brasília (dia 17/12) e Goiânia (dia 19/12).

The Voca People_2

 

 

 

Espetáculo musical Voca People em Brasília

Data: 17 de dezembro de 2015

Horário: 21hs

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães (Eixo Monumental Ala Sul – Brasília)

Ingressos: *Poltrona Superior R$ 25. *Poltrona Especial R$ 70. *Poltrona VIP R$ 80.

Os ingressos já estão à venda através dos sites www.vocapeoplebrasil.com.brhttp://www.ingresso.com/brasilia/home/espetaculo/teatro/voca-people, e na página do https://www.facebook.com/vocapeople/

Classificação indicativa: 12 anos

*Valores referentes à meia entrada

Maiores informações sobre o espetáculo e venda de ingressos podem ser encontradas no

Site: www.vocapeoplebrasil.com.br

Facebook: Voca People Tour Brasil

 

 

Degustação dirigida de vinhos argentinos

Degustação dirigida é a melhor forma de se aprender sobre vinhos. Neste tipo de evento, um profissional da área ensina a experimentar vinhos e espumantes aproveitando o que há de melhor na bebida.

texto de Rodrigo Leitão

vinho
Na foto, alguns dos vinhos escolhidos para a degustação são da nova produção argentina e estão conquistando prêmios e mercado na Europa e nos Estados Unidos. Um destaque é que os vinhos, produzidos pela vinícola Monteviejo, foram elaborados por um importante roqueiro argentino dos anos 70 e 80, Marcelo Pelleriti, por isso o nome SOL FA SOL.

O formato, muito apreciado nos países da Europa e nos Estados Unidos, vem sempre precedido de uma pequena palestra sobre uvas, aromas, serviços e ensina de forma simples e de fácil compreensão o que realmente importa saber sobre os vinhos, para quem quer aprender sem a formalidade de um curso e está iniciando neste saboroso mundo de sensações e prazeres. Para aproximar o público consumidor dos vinhos, o jornalista Rodrigo Leitão (com 12 anos de experiência no ramo) e o chef Emerson Mantovani (um dos poucos no DF com a especialidade da harmonização) se uniram para oferecer conhecimento regado a bons vinhos e boa comida.

A primeira degustação dirigida da dupla será dia 15 de dezembro, no Wine Bar Trio Gastronomia (213 Sul). Os vinhos escolhidos são da nova produção argentina, da região de Mendoza, e estão conquistando prêmios e mercado na Europa e nos Estados Unidos. Um destaque é que os vinhos, produzidos pela vinícola Monteviejo, foram elaborados por um importante roqueiro argentino dos anos 70 e 80, Marcelo Pelleriti.  Agora enólogo, e muito elogiado por trabalhar o vinho a partir da região onde a uva está plantada, explorando o clima e a terra para extrair as melhores características das frutas de Torrontés e Malbec, Pelleriti é considerado a nova estrela do vinho mendoncino.

RodrigoLeitao
Rodrigo Leitão conduzirá a degustação de forma atraente e explicativa.

 

“Vamos harmonizar os vinhos de forma tradicional e também inovar com a combinação de um branco seco para a sobremesa”, explica Rodrigo Leitão. A sugestão foi do chef Emerson Mantovani. Eles experimentaram, e aprovaram, um vinho branco da uva Torrontés com sorvete de espumante! Além disso, serão tratados os temas “bate-papo sobre os vinhos”, “dicas de harmonização” e “desvendando os aromas”.

Degustação

A degustação foi elaborada em quatro atos e será harmonizada com mini porções. O chef Emerson Mantovani explica que desta forma os convivas conseguem aproveitar bem tanto a bebida quanto a comida. “Você realmente harmoniza várias etapas se optar por pequenas porções”, garante Emerson. Os vinhos, trazidos ao Brasil pela importadora Ares dos Andes, também estarão à venda no Wine Bar do Trio Gastronomia, com preço promocional. Os participantes (as vagas são limitadas) ainda terão a oportunidade de aderir ao grupo de degustação dirigida para participar de cursos ministrados pela dupla, a partir de 2016, sempre às segundas-feiras e com carga horária de dez horas, em quatro aulas.

 

CONFIRA O CARDÁPIO:

Primeiro Ato
Vinho Branco – Sol Fa Sol Torrontés
Harmonização – Boccontino com creme de baru e especiarias

Segundo Ato
Vinho Tinto – Monteviejo Festivo Malbec
Harmonização – Rosbife com manteiga cítrica harmonizado

Terceiro Ato
Vinho Tinto – Gran Aprendiz
Harmonização – Mini-hambúrguer com queijo brie e barbecue em pão caseiro de beterraba

Quarto Ato
Vinho Branco – Sol Fa Sol Torrontés
Harmonização – Sorvete de espumante

SERVIÇO:
Degustação dirigida de vinhos argentinos –
Dia 15 de dezembro, das 20h às 22h30, no Wine Bar Trio Gastronomia (213 Sul). Investimento: R$ 90,00 por pessoa. Resevas pelo telefone (61) 3346-2845 ou pelo e-mail: contato@triogastronomia.com.br. VAGAS LIMITADAS.

As férias de fim de ano nem chegaram e já queremos agendar a próxima viagem!

O fim do ano vai chegando e com ele nossos planos de viagem para o ano que se aproxima. Quem já não está pensando aonde vai passar o Carnaval, a Páscoa, os feriados prolongados do ano que vem? Quem já não está ansioso para as próximas férias? Ainda que decidido de última hora, sempre temos aquela vontade guardada dentro de nós de ir para algum lugar?

Uma coisa é certa: os destinos são muitos e o tempo é escasso. Então, o principal é se planejar e escolher opções que permitam ao máximo aproveitar o momento off da rotina de trabalho.

A Lala Rebelo, que comanda um blog de viagem  que leva seu nome, preparou uma lista com oito destinos que ela acredita que serão os mais procurados em 2016. Para que vocês não percam o que está sendo comentado por ai, trazemos a lista abaixo com comentários e dicas da blogueira.

Nessa linha de pensar o que poderá estar em alta, nós acreditamos que países sul-americanos serão também bastante procurados no ano que vem. Países como Colômbia, Peru, Chile, Uruguai possivelmente integrarão a lista de destinos favoritos dos brasileiros dada a proximidade geográfica, opções de atividades variadas e valorização do real frente às moedas locais.

E vocês, o que acham? Concordam com os destinos trazidos pela Lala? Apostam também numa escolha por países vizinhos?

Fiquem tranquilos se a dúvida vier. Sabe por quê? Independente da escolha, o importante é viajar e viver cada momento de forma única, garantindo uma experiência para a vida toda!

Para onde ir? Foto: Site Locus Viagens
Para onde ir?
Foto: Site Locus Viagens

 

LISTA DA LALA

1. BELIZE – América Central 
Belize é um pequeno país na América Central que faz fronteira com o México ao norte, e com a Guatemala ao sul e ao oeste, bordeado ao leste pelas águas azuis do Mar do Caribe. Devido à colonização britânica, é o único país da América Central que tem como idioma oficial o inglês (apesar do espanhol e do crioulo ser amplamente falado). Seu território é pequeno, mas oferece os mais diversos tipos de experiências: praias com areia branca e água azul (Ambergris Caye e Caye Caulker), ruínas maias, florestas tropicais e a maior e mais intacta barreira de corais do Hemisfério Norte, pela qual o país é bem conhecido, atraindo mergulhadores do mundo todo. O grande destaque vai para o Blue Hole, que tem formato circular perfeito de 300m de diâmetro e profundidade máxima de 124m. Um paraíso para quem gosta da vida submarina.

Belize entra nessa lista não só por suas belezas naturais ou pelo preço cobrado para conhecê-las (que não é superfaturado e está abaixo da média do Caribe), mas também porque agora está mais fácil do que nunca chegar ao destino. A Copa Airlines acaba de lançar vôos de várias cidades brasileiras para Belize, com apenas uma conexão na Cidade do Panamá. Antes, só era possível chegar ao país via Estados Unidos, ou fazendo 2 ou mais paradas em outros países da América do Sul e Central.

Melhor época para ir: apesar de fazer calor o ano todo, a melhor época para visitar o país é de fevereiro a maio, que é a estação mais seca do ano.

Como chegar: via Cidade do Panamá (Copa Airlines), via cidades dos EUA voando com várias cias aéreas americanas ou via Bogotá + El Salvador voando Avianca.
2. ZANZIBAR – Tanzânia – África 
Casais apaixonados (principalmente os que estão buscando destinos para a lua de mel) sempre sonham com ilhas paradisíacas rodeadas de mar azul turquesa. Enquanto Maldivas e Polinésia Francesa ainda são top of mind, vem à tona outras opções para brigar pelo título de queridinhas, muitas delas coladas na África: Seychelles, Ilhas Maurício e Zanzibar. O destaque, para Lala, fica com essa última, devido à sua rusticidade, quase anonimato (para a maioria dos brasileiros) e ótimo custo-benefício.

A ilha, infelizmente, é muito pobre, com infra-estrutura precária, mas muitos bons hotéis oferecem conforto para os turistas. “Hakuna Matata” é uma frase do idioma local, o Swahili. Significa “não se preocupe!”.

O arquipélago se encontra no sudeste do continente africano e pertence a Tanzânia (porém tem status semi-autônomo). A ilha, que fica no Oceano Índico, é conhecida como “The Spice Island”, devido a grande produção de especiarias. Já foi um importante ponto de comércio entre África, Ásia e Oriente Médio, por isso absorveu um pouco de cada coisa. A maioria da população é muçulmana.

A capital de Zanzibar, Stone Town (Cidade de Pedra), é Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Melhor época para ir: não há tempo ruim para ir, mas entre junho e setembro o clima está mais seco. Evite os meses de março a maio, com mais chuvas.

Como chegar: saindo do Brasil, o melhor jeito é ir primeiro para África do Sul (há vôos diretos para Joanesburgo de South African Airways). Já em terras africanas, existem 2 vôos diretos por semana entre Zanzibar (ZNZ) e Joanesburgo (JNB). Voe MANGO (duração: 3h45). Quem estiver na Tanzânia, é possível ir de ferry boat partindo de Dar es Salaam ou de avião (30 minutos de vôo). Cias aéreas: Precision Air, Bek Air, Auric Air, Thomson Airways e Air Excel.
3. RÚSSIA – Europa
Aconteceu com a moeda da Rússia (Rublo) a mesma coisa que aconteceu com o nosso Real: uma desvalorização absurda. Nunca esteve tão barato ir para lá como agora. Se você tem vontade de conhecer o maior país do mundo, 2016 é a hora. E como o destino sediará a Copa do Mundo de 2018, melhor correr para aproveitar o momento econômico, antes que os preços sejam todos ajustados.

Para os que vão ao país pela primeira vez, Lala recomenda fazer o roteiro básico das “Duas Capitais”, começando por São Petersburgo e indo depois de trem para Moscou. São metrópoles imponentes, palácios magníficos, igrejas coloridas e uma história que inspirou o mundo.

Melhor época para ir: de junho a setembro para evitar aquele frio intenso pelo qual o país é tão conhecido. A segunda quinzena de junho é muito procurada por causa do fenômeno “Noites Brancas”, no qual o sol praticamente não se põe e não há noite.

Como chegar: o melhor jeito é pegar um vôo que faz 1 conexão em alguma cidade européia, e depois vai diretamente para São Petersburgo ou Moscou.
4. MYANMAR – Ásia
Chegou a hora do Myanmar, mais conhecido como Birmânia, se abrir para o mundo e ser a estrela da vez do Sudeste Asiático. Seus “concorrentes” na região são páreo duro: Tailândia, Laos, Camboja, Vietnã… O país, onde a maioria da população é de religião budista, acabou de votar na primeira eleição livre em 25 anos (novembro/15), e viveu um longuíssimo período de regime militar. Quem venceu foi o partido pró-democracia de Aung San Suu Kyi (Nobel da Paz) e agora se inicia um período de transição de governo, que como o próprio atual presidente afirma, será pacífico.

O turismo em Myanmar era boicotado por muitos (com incentivo dos partidos de oposição) pois diziam que todo o lucro servia para alimentar a ditadura. Agora, o país está VERDADEIRAMENTE começando a abrir suas portas, pronto para mostrar aos turistas suas belezas, que são muitas. Como os milhares de templos budistas antiquíssimos de Bagan, as belas paisagens do Lago Inle, a vida real de uma população que sofreu muito e que mesmo assim é super receptiva com os turistas em Yangon e Mandalay, e ainda há centenas de praias e ilhas paradisíacas. A praia mais conhecida chama-se Ngapali. Mas é tudo tão inexplorado que muitas ilhas/praias nem nome tem ainda. Anote o nome desse lugar: Arquipélago Mergui – são mais de 800 ilhas com areia branquinha e água azul turquesa e verde esmeralda no Mar de Andaman.

O país faz fronteira terrestre com Índia, Bangladesh, China, Laos e Tailândia.

Melhor época para ir: de novembro a maio, que é a “estação seca” (o país sofre com as monções, que são tempestades com ventos fortes que ocorrem de junho a outubro). Os meses de abril e maio são MUITO quentes.

Como chegar: Mandalay e Yangon recebem muitos vôos diretos de Bangkok. Portanto para ir ao Myanmar, melhor ir para Tailândia primeiro (ou apenas fazer conexão).

5. CUBA – Caribe
Após o anúncio da retomada de relações entre Estados Unidos e Cuba, rompidas a mais de meio século, o país vem sendo notícia, e está cada vez mais receptivo às mudanças e aos investimentos internacionais. Portanto, se você tem vontade de ir a Cuba para ter uma “experiência nostálgica”, melhor ir logo, pois tudo está se modernizando bem rápido.

A blogueira recomenda o roteiro Havana + uma praia, que pode ser Varadero ou algum dos Cayos (Cayo Largo, Cayo Coco, Cayo Santa Maria…). Havana é o destino ideal para quem gosta de fazer viagens mais culturais, carregadas de história. Estar no centro de Havana é, de fato, se sentir voltando no tempo, em um verdadeiro museu a céu aberto. São casas, carros, hotéis e restaurantes tão antigos que, facilmente, você vai achar que está nos anos 50.

Varadero é pura PRAIA e é um dos lugares mais turísticos do país. Fica na Península de Hicacos, que é formada por nada menos do que 20km de praias com areia branquinha e água quentinha azul turquesa (e claro, muitos resorts). O motivo da popularidade não é só a beleza do local: das praias lindas de Cuba, Varadero é a mais próxima de Havana (fácil para chegar de carro – cerca de 2h), e a com melhor estrutura de hotéis do país.

Melhor época para ir: evite ir de setembro a novembro, que é a “temporada de furacões”. Apesar de que a chance de você pegar um bem no dia em que estiver lá costuma ser bem pequena, e o turismo ocorre normalmente nessas datas.

Como chegar: voando Copa Airlines com conexão na Cidade do Panamá, ou Avianca com conexão em Bogotá.
6. FERNANDO DE NORONHA – Brasil – América do Sul 
Esse não é novidade para nós brasileiros. Mas não poderia ficar de fora da lista.

Fernando de Noronha é um dos destinos mais lindos do Brasil e do mundo. Mas o porquê do destino estar aqui nessa lista não é apenas a sua beleza, mas sim a alta do dólar. Com o câmbio a quase 4 reais, muitos casais em lua de mel e outros viajantes que buscam destinos paradisíacos, estão preferindo viajar pelo Brasil. É claro que as companhias aéreas e hotéis já perceberam isso e estão ajustando suas tabelas de preços. Portanto, corram! Mas, de qualquer maneira, a viagem sairá muito mais barata, já que se trata de um destino bem caro (antes e depois da crise). O bom é poder gastar em reais e usar cartão de crédito, sem precisar se preocupar com o câmbio e com IOF.

Fernando de Noronha também entra na lista de tendências de destinos para 2016 no âmbito mundial, já que a desvalorização do real atrai (e muito) turistas estrangeiros.

Um arquipélago paradisíaco (formado por 21 ilhas), cheio de vida marinha preservada e praias maravilhosas. Parece uma mistura de Tailândia, por causa das montanhas, com Caribe, pela cor da água. A ilha é preservada e praticamente intocada. As opções de hospedagem são charmosas, românticas e há muitas pousadas boutique, com piscinas e vistas de arrepiar.

Melhor época para ir: faz calor o ano todo, mas se você pretende mergulhar (considerado um dos melhores lugares do mundo para este esporte), programe-se para ir em setembro ou outubro, quando o mar está mais calmo.

Como chegar: voe até Recife ou Natal, e de lá pegue um vôo direto para Fernando de Noronha.
7. MONTENEGRO – Europa
O vizinho não-famoso da Croácia entra com tudo na disputa para ser o destino mais cobiçado do próximo verão Europeu. Um país pequenininho, com menos de 700 mil habitantes, na região dos Bálcãs. Era um dos integrantes da antiga Iugoslávia, e como país tem apenas 9 anos (se tornou independente da Sérvia em 2006).

A geografia é composta por montanhas altíssimas que, junto com o Mar Adriático, formam paisagens de tirar o fôlego. E as cidadezinhas medievais dão aquele toque especial.

A Baía de Kotor, tombada como patrimônio pela UNESCO, não pode ficar de fora do seu roteiro. Imagine um rio que foi tomado pela mar, formando algo parecido com um fiorde. A baía, junto com a própria cidade de Kotor, fortificada, é um dos lugares mais visitados de Montenegro (e com razão). Um vilarejo ao redor da baía que também vale uma passadinha é Perast, que apesar de ser muito pequenininho (aproximadamente 400 habitantes), tem 16 igrejas e 17 palácios. As duas ilhotinhas em frente a Perast também chamam a atenção de quem passa: Ilha de São Jorge e Ilha das Rochas.

Conheça também: Budva, a principal cidade de praia do país, mais agitada, com um jeito parecido com a croata Dubrovnik (a ilha Sveti Stefan, onde fica um dos melhores hotéis de Montenegro – Aman – também é lindíssima).

Lala Rebelo aposta que Montenegro estará em alta em 2016 por oferecer experiências e visuais muito parecidos com os da tão falada Croácia (ou seja, fantásticos!), só que por muito menos dinheiro. Os preços são mais justos e as cidades muito mais vazias.

Um fato curioso: apesar do país não fazer parte da União Européia, a moeda oficial é o Euro.

Melhor época para ir: de maio a setembro (meses mais quentes no Hemisfério Norte).

Como chegar: vôos do Brasil para a capital de Montenegro, Podgorica (TGD), com apenas uma conexão na Europa (Alitalia e Turkish Airlines). O aeroporto de Tivat (TIV) fica mais próximo das cidades citadas aqui, mas recebe poucos vôos. Um jeito fácil de chegar é de carro, vindo da Croácia (fica a menos de 50km).
8. ALGARVE – Portugal – Europa
Algarve é a região que está no extremo sul de Portugal, banhada pelo Mar Mediterrâneo ao sul e pelo Oceano Atlântico a oeste. Apesar de ser famosíssima entre os europeus, o destino não é muito popular entre os brasileiros, mas tem tudo para ser. Além do clima ameno quase o ano todo, o visual é algo realmente impactante: falésias alaranjadas e praias douradas, contrastando com o mar verde e azul escuro. E ainda, à parte do litoral praiano, há vilarejos históricos, castelos e muito mais. Quem aprecia uma culinária de frutos do mar, vai se deliciar por lá (boa parte dos melhores restaurantes de Portugal estão em Algarve).

O ideal é escolher uma cidade para ser sua base. A mais recomendada é Lagos, que é super charmosa. Outras cidades para conhecer: Portimão, Albufeira, Sagres, Faro e Tavira.

É nos arredores de Lagos e Portimão (uma fica muito próxima da outra) que ficam as praias mais icônicas da região (essas que aparecem nas fotos de quando sai alguma matéria sobre Algarve): Praia do Camilo, Praia dos Três Irmãos, Praia Dona Ana e Praia da Marinha. Mas há dezenas de outras praias belíssimas.

Um passeio de barco ou de caiaque pelas cavernas e falésias não pode ficar de fora do roteiro.

Algarve esteve por mais de 500 anos sob o domínio de povos muçulmanos, e ainda é possível encontrar várias lembranças desse período.

Melhor época para ir: de maio a setembro (meses mais quentes no Hemisfério Norte). Em geral, chove muito pouco em Algarve. Evite ir em julho e agosto, quando está tudo bem lotado.

Como chegar: vôos para Faro (FAO) com uma conexão na Europa (TAP/Lisboa e Iberia/Madrid são as melhores opções). Ou você pode chegar de carro, vindo de Lisboa ou da Andaluzia, na Espanha.

Um pedacinho do mundo árabe em pleno Planalto Central

Olá, pessoal! Nossa primeira pauta não poderia ser diferente. Devemos sempre começar por nossas origens e valorizar de onde viemos, não é mesmo? Portanto, vamos falar um pouco sobre como Brasília tem ganhado espaço no turismo gastronômico? Claro que vou aproveitar a oportunidade para apresentar a vocês uma excelente opção de restaurante árabe que recém-inaugurou uma loja na 215 sul: Empório Árabe.

Quem vê o mercado da gastronomia em Brasília nos dias de hoje não acredita que um dia comer bem na cidade se restringia a uma variedade reduzida de locais. Nos últimos anos, vários restaurantes famosos de São Paulo e  do Rio de Janeiro abriram as portas na Capital. Contudo, o que tem ganhado destaque na nossa querida Brasília são, na verdade, os bistrôs, empórios e restaurantes que os chefs locais tem inaugurado e conduzido, construindo assim uma tradição gastronômica na cidade. Isto associado a beleza encantadora de Brasília, como observamos nas fotos abaixo, faz da cidade um local ideal para o turismo gastronômico.

Foto: Antonio Carvalho/Acervo Pessoal
Foto: Antonio Carvalho
Foto: Antonio Carvalho/Acervo Pessoal
Foto: Antonio Carvalho
Foto: Antonio Carvalho/Acervo Pessoal
Foto: Antonio Carvalho
Foto: Antonio Carvalho/Acervo Pessoal
Foto: Antonio Carvalho

O Empório Árabe é um desses locais na Capital que agregam o talento de um chef, nesse caso da chef Lídia Nasser, a sabores diversos e encantadores.

Chefe Lídia Nasser apresenta uma das entradas Foto: Antonio Carvalho/Acervo Pessoal
Chefe Lídia Nasser apresenta uma das entradas da noite: Bolinho de Cordeiro
Foto: Antonio Carvalho

Em um espaço assinado pela arquiteta Tatiana Perides e que foi inspirado nas casas e mesquitas árabes, com suas numerosas colunas, o local proporciona a todos uma verdadeira experiência das árabias.

Foto: Cris Cavalli
Foto: Cris Cavalli
Foto: Cris Cavalli
Foto: Cris Cavalli
Foto: Cris Cavalli
Foto: Cris Cavalli

“O espaço foi dividido em múltiplos ambientes: no térreo, há o empório, com bar de espera, além de salão principal com lounge, ladeado por um jardim, com mesas sob tendas árabes. Há ainda uma fonte. No piso superior, aonde a imprensa foi recebido para o jantar reservado, um salão climatizado, com capacidade para 40 pessoas, o qual dá vista para o jardim do térreo, por meio de janelas com arco ogival e peitoris em ferro fundido com arabescos.”

Lídia Nasser e Tati Pérides Foto: Cris Cavali
A chef Lídia Nasser e arquiteta Tatiana Perides
Foto: Cris Cavalli

O cardápio, inspirado na origem libanesa da família da chef Lídia Nasser, é variado e cheio de sabores e aromas que agradam aos mais diversos paladares. No jantar para a imprensa, foi servida uma sequência de: 2 entradas. 2 pratos principais e uma sobremesa (que estava deliciosa diga-se de passagem).

Dentre as entradas, destaco o Bolinho de Cordeio com geleia artesanal de hortelã. Estava impecável e bastante saboroso (tivemos que pedir um segundo de tão bom!)

Entradinhas Foto: Letícia Jábali
Entradinhas
Foto: Letícia Jábali

Entre os dois pratos principais, o destaque fica para o ponto impecável da pescada-amarela que desmanchava na boca e claro que também para a coalhada com hortelã que acompanhou a picanha de cordeiro confitada, ela estava simplesmente perfeita.

Picanha de Cordeiro confitada em baixa temperatura por 12h Servida sobre cama de coalhada e hortelã  Acompanhada por sêmola com amêndoas laminadas e pimentões Foto: Antonio Carvalho/Acervo Pessoal
Picanha de Cordeiro confitada em baixa temperatura por 12h
Servida sobre cama de coalhada e hortelã
Acompanhada de sêmola com amêndoas laminadas e pimentões frescos
Foto: Antonio Carvalho
Pescada-amarela sobre cama de homus  e tahine guarnecida com arroz de amêndoas Foto: Cris Cavali
Pescada-amarela sobre cama de homus e tahine guarnecida com arroz de amêndoas
Foto: Cris Cavalli

E o que falar da sobremesa? Sem medo de errar, digo: estava espetacular. Seguindo a tradição árabe, foi oferecida uma Pirâmide de Mil Folhas recheada com frutas secas, regada com calda de laranjeira e acompanhada de sorvete de pistache.

O colunista Antonio Carvalho apresentando a sobremesa. Foto: Cris Cavalli
O colunista Antonio Carvalho apresentando a sobremesa.
Foto: Cris Cavalli
Pirâmide de Mil Folhas com Sorvete de Pistache Foto: Cris Cavalli
Pirâmide de Mil Folhas com Sorvete de Pistache
Foto: Cris Cavalli

O Empório Árabe, assim como muitos outros restaurantes da cidade, expressam essa nova alma brasiliense: um local onde todos encontram a beleza do modernismo associada as tradições familiares e culinárias.

Mais fotos, outras dicas de várias cidades pelo mundo, inclusive Brasília, podem ser encontradas no nosso instagram (@saboresdeviagem) ou no nosso snapchat (saboresdeviagem). Não deixe de acessar, nos seguir e contar para a gente o que você achou.

 

Boa noite e até a nossa próxima viagem!

PORCELANATO LÍQUIDO: A MAIS NOVA TENDÊNCIA

PORCELANATO LÍQUIDO: A MAIS NOVA TENDÊNCIA

O porcelanato líquido, também conhecido como piso epóxi, vem conquistando um espaço cada vez maior nos projetos arquitetônicos e de decoração brasileiros. Suas duas principais características são o altíssimo grau de brilho e a ausência de emendas, o que resulta em um acabamento perfeitamente liso. Normalmente, esse tipo de piso era utilizado em ambientes públicos, institucionais e comerciais. Será que ele ganhará vez nos espaços residenciais? Vamos saber como funciona esse sistema e as vantagens de utilizá-lo?!

Imagem1

O Epóxi ou porcelanato líquido tem a beleza do granito ou do mármore, variedade nas cores, não tem emendas ou fissuras. Além disso é muito resistente e de fácil manutenção. É um piso revestido, com uma tintura à base de um plástico termofixo, que endurece quando misturado com outros agentes químicos, chamado de resina epóxi.

Imagem2

O interessante é que esse tipo de piso pode ser aplicado sobre superfícies que não estejam completamente lisas, podendo ser usado sobre contra pisos, pisos frios ou de madeira. Sendo assim, é capaz de revitalizar o piso antigo da sua casa, com rapidez, praticidade e sem sujeira. Não seria ideal pra sua obra?

Como dito acima, esse tipo de piso era utilizado em áreas maiores, porém sua tecnologia vem se aprimorando e já existem diversos fornecedores do produto, o que consequentemente, vem fazendo com que o piso passe a ser utilizado em residências de alto padrão, pois normalmente as indústrias fornecedoras requerem áreas mínimas de 100m² para realizar a aplicação. O que não muda o fato, de que com o avanço constante desse sistema, essa exigência diminua, contribuindo também para a redução do investimento necessário.

Imagem3

Por não apresentar vincos ou juntas é um piso que não oferece acúmulo de bactérias ou fungos, gerando leveza ao ambiente no qual é aplicado e dando uma sensação de conforto e amplitude. Essas são características que vem sendo valorizadas para a escolha da aplicação do Epóxi em casas e apartamentos.

Imagem4

Por fim, é incrível vermos como as novas tecnologias possibilitam mudar de forma criativa os protótipos de projetação, o que é crucial pra levar a cara da arquitetura brasileira a outros patamares. A arquitetura e o design demandam todos os dias por essa ascensão, afinal, é ela que nos leva ao diferencial, o surpreendente. E é sempre importante saber que todo e qualquer tipo de intervenção desde a mais simples à mais complexa deve, necessita-se, de um acompanhamento profissional. Um arquiteto muda tudo.

Imagem1

 “VIVER SÃO PAULO”:  A MOSTRA SOB O OLHAR DE UMA ARQUITETA VISITANTE

Ao presenciar o cenário, no qual, outros profissionais da arquitetura e do design foram desafiados a imprimir dentro da arte de projetar, na maior cidade da América do Sul, um tema de cunho tão relevante nos dias de hoje, a sustentabilidade, me deparei com as mais diversas perspectivas.

Fazendo um resumo sobre o objetivo da mostra, a “Viver São Paulo” apresenta novidades de produção que buscarão mudar a cara das moradias, não só de São Paulo, mas de todo o Brasil. Nesta, a sustentabilidade vem vestida de inovação. Sua missão era unir a arte de morar bem, com as mais modernas tecnologias ambientais.

20151202102842

O que me prendeu a atenção, entre tantas outras coisas, em meio a essa temática, foi a criatividade notada nos tons e texturas atualmente utilizados, que fazem parte de um padrão de consumo que são menos agressivos à natureza. Com destaque aos tons de cinza, o cimento queimado, a textura volcano, revestimentos feitos de argila.

2015120210281320151202102843

A marcante textura volcano, é um lançamento da Silestone, rústica e ao mesmo tempo suave, ideal para se explorar não só nas bancadas de cozinhas como também nas de banheiros. O interessante é que esta, é feita da própria pedra bruta.

20151202102812

As peças de design feitos de materiais reciclados, também foram itens marcantes nos ambientes.  Ressaltando os mobiliários feitos de garrafa pet da suíte master, cadeiras feitas de papelão da sala de jogos, tapetes feitos de lona de caminhão e ventiladores de fibra de coco, no espaço da família, luminárias moduladas em papel do café, dentre muitas outras. Que nos trazem a reflexão: porque não, unir o útil e o belo ao sustentável?

2015120210281720151202102845

Nos jardins, foram conceitualmente explorados o verde que a cidade de São Paulo deixa a desejar. É válido destacar, no sensorial, os reservatórios com torneiras conectados à calha da casa, afim de captar a água da chuva.

20151202102818

Na adega, os cobogós utilizados em um dos lados da parede, criam uma ventilação cruzada e propicia temperatura apropriada ao espaço, e a abertura da entrada permite a entrada de luz natural.

20151202102815 (1)

No mais, é importante vermos como a arquitetura e o design podem mudar os paradigmas de projetação e levar ao consumo consciente. A sustentabilidade é um processo de crescimento da consciência humana e da consolidação de novas práticas que nos colocam ao lado da natureza. “Pensando sustentavelmente”, estaremos contribuindo com o meio ambiente e com o “viver melhor” das gerações futuras.

Nem chope, nem cerveja. Skol Draft!

Skol apresenta linha Draft na capital federal, com paladar mais aveludado e cremoso, e na temperatura certa, vem com enxoval completo, de chopeira ao copo personalizados.

A Skol Draft traz nova forma de servir e saborear a cerveja. Com design inovador, apresenta tecnologia avançada elaborada exclusivamente para deixar  a Skol ainda mais cremosa e na temperatura certa. Nos bares de Brasília, o público já poderá degustar a partir de dezembro.

Lançamento da #skoldraft para a imprensa!

Posted by Cris Cavalli on Quinta, 26 de novembro de 2015

Guilherme Jordão, gerente de Marketing da Ambev no Centro-Oeste, afirma que a expectativa é de que a Draft conquiste o paladar dos brasilienses: “O público do DF é antenado e moderno, assim como a Skol. Quando criamos a Draft, decidimos festejar essa tecnologia com essas pessoas, que adoram novidades. É uma experiência única da cerveja Skol, que o consumidor já conhece, com a tecnologia e processo Draft”.

skoldraft
Na temperatura certa!
skol draft_
Em relação ao preparo, o equipamento garante que a experiência seja mais cremosa e na temperatura ideal, para consumo imediato. Possui  um design  arredondado, em metal prata e toques do amarelo oficial da marca, além de uma torneira personalizada para a saída do líquido. A Skol Draft oferece um copo proprietário que será disponibilizado aos bares escolhidos para a venda do produto.

Embaixada de Omã comemora 45ª Data Nacional do país

O embaixador, Dr. Khalid Said Al-Jaradi, de Omã, promoveu no dia 24 de novembro uma bela festa no espaçoe festa Unique para comemorar a 45ª Data Nacional de Omã.. A festa contou com apresentação de danças típicas e de exposição sobre o país. O Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, foi um dos homenageados da noite. No buffet, comidas típicas de Omã e do Brasil.

aldo rebelo

embaixador e filho

IMG_0211

IMG_0217

IMG_0225

IMG_0226

IMG_0228

IMG_0230

IMG_0234

IMG_0238

IMG_0222

Sabores de Viagem

Sabores de Viagem

 

A Revista de Luxo está em festa! Um novo colunista acaba de estrear.

Antonio Carvalho é um viajante nato. Sempre foi apaixonado pela diversidade cultural e pelas oportunidades que viajar nos proporciona. Nunca teve medo de sair em busca de experiências mundo a fora, seja sozinho ou acompanhado. Fez seu primeiro intercâmbio para o Canadá quando tinha apenas 15 anos e desde então nunca mais parou. Tempo livre é sinônimo de viagem. Em suas aventuras pelo mundo, tenta sempre ir além dos circuitos turísticos e busca explorar a cidade como um local. Amante também da Gastronomia, busca em suas viagens sempre associar boas refeições e bons restaurantes a seu roteiro. O importante é desbravar.

Na REVISTA DE LUXO assinará a Coluna Sabores de Viagem em que trará várias dicas e locais para tornar nossas experiências de viagem em momentos únicos.

Revista de Luxo no Snapchat

snap

 

A Revista de Luxo​ está no snapchat!
Acompanhe tudo pelos olhos da nossa editora Cris Cavalli pelo snap:
👻 da.criscavalli 👻

Para saber mais, ou falar com ela, sigam o:
twitter/periscope: @criscavalli
instagram: @criscavalli
snapchat: 👻 @da.criscavalli 👻

Já, as mídias sociais da Revista de Luxo são:
twitter/periscope: @revistadeluxo
instagram: @revistadeluxo
snapchat: 👻 revistadeluxo1 👻

Embaixada da Bélgica comemora Festa do Rei

Embaixada da Bélgica comemora Festa do Rei

Na próxima quinta-feira 26, a embaixada da Bélgica comemora a Festa do Rei com uma condecoração real para personalidades importantes do cenário brasileiro e belga. Estarão presentes ao evento, o renomado chef belga, Davy De Pourcq, proprietário do Restaurante VOLTA, na Bélgica e dançarinos do grupo de dança Garatuja e do trio belga de jazz BLOW.

Ponto Nero Rose de Noir

Ponto Nero Rose de Noir

Requintado e elegante, assim é o Rose de Noir Conceptual Edition, a novidade que a Ponto Nero criou para surpreender e envolver os mais exigentes paladares.

O espumante é elaborado exclusivamente com a uva Pinot Noir e chega ao mercado para complementar a ousada linha Conceptual Edition, que além de se destacar pela personalidade marcante,  design e apresentação, confere charme e sofisticação ao produto.

Em perfeita harmonia entre o refinamento e o frescor do rosé, o Ponto Nero Rose de Noir passa por 18 meses de maturação. A maceração suave e rápida, para extrair a cor, também resulta em riqueza e complexidade de aromas e excelente equilíbrio que revela toda a delicadeza da Pinot Noir, famosa por dar vida a vinhos com sabor e elegância característicos.

O Ponto Nero Rose de Noir é perfeito para ser apreciado em diferentes momentos, que combinam com um espumante de qualidade excepcional. Harmoniza perfeitamente com diversos pratos, mas sua excelência se destaca ainda mais quando acompanha frutos do mar, risotos e canapés. Uma sensação única de sabores e aromas.

Nero - Rose de Noir - Conceptual Edition

O produto pode ser encontrado no e-commerce www.famigliavalduga.com.br

Sobre a Domno – Localizada na cidade de Garibaldi (RS), a empresa faz parte do grupo Famiglia Valduga. É elaboradora de espumantes Ponto Nero e Ponto Nero Celebration, já reconhecidos pelo consumidor por sua qualidade e elegância, e importadora de vinhos finos, trazendo com exclusividade para o Brasil conceituados rótulos de diferentes nacionalidades. Integram seu portfólio de importados as vinícolas argentinas Bodega Vistalba e Bodega Argento; as marcas Yali e Kalfu da Viña Ventisquero e Maquis do Chile; o grupo Enoport, de Portugal; Antoine Moueix, da França; Tinedo, Frontaura y Victoria e Nexus, da Espanha e as vinícolas Baglio di Pianetto, Pietro Rinaldi, Principe Corsini, Varvaglione Vigne & Vini, Mastrojanni e Monte del Frá, da Itália. Mais informações: www.domno.com.br ou Facebook.com/domno.brasil